Já pensou em reduzir o seu lixo a zero?

11 de janeiro de 2019, por em Boas práticas, Lixo
Já pensou em reduzir o seu lixo a zero?

Viver sem produzir lixo pode parecer um sonho distante, mas o movimento Lixo Zero está mostrando que é possível sim, reduzir a quantidade de lixo que cada um de nós produz, por meio de atitudes simples, que estão sendo copiadas em várias partes do mundo.

A ideia é reduzir o consumo e priorizar a compra de produtos que sejam biodegradáveis, ter ciência da quantidade de lixo gerado diariamente e, sobretudo, buscar estratégias para reduzi-lo.

Por que aderir?

Um dos maiores problemas da sociedade moderna é, sem dúvida, a quantidade de resíduos gerados em função do consumo e a falta de destinação ambientalmente adequada desses resíduos. De acordo com pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil produz, anualmente, mais de 78,3 milhões de toneladas de resíduos sólidos, sendo que 13,5% (aproximadamente 10,5 milhões de
toneladas) são plásticos, cuja destinação ambientalmente adequada é a reciclagem, que permite a transformação destes em matéria-prima. Quando descartado aleatoriamente, o plástico pode causar danos ambientais muitas vezes irreversíveis, como a morte de animais aquáticos, por ingestão.

Como mudar?

Pare e observe seu lixo diário, se possível, coloque tudo dentro de uma caixa e, ao final do dia, busque alternativas para substituir cada item que foi descartado, dando uma nova função aos materiais que seriam jogados fora; separe o que pode ser reaproveitado, transformado ou reciclado.

A ativista ambiental Lauren Singer, adepta do movimento Zero Waste e dona do blog Trash Is For Tossers sugere dois passos para essa mudança, começando por perguntas que cada pessoa deve fazer a si mesma.

Passo 1: Avaliação:

  • Quanto de lixo estou produzindo e o quê estou produzindo (embalagens de alimentos, plástico, guardanapo, papel)?
  • Quais produtos são indispensáveis na minha rotina e quais podem ser reduzidos?
  • Por que preciso diminuir o meu impacto no meio ambiente? Procure a sua motivação.
  • Quanto e o quê realmente preciso para ser feliz?
  • Como vou substituir, minimizar e reduzir todo esse material considerado lixo?

Passo 2: Transição:

Pequenas atitudes podem representar grandes mudanças, siga as dicas:

  • Leve sempre uma sacola retornável com você;
  • Dê preferência a lugares que vendem produtos a granel, e lembre-se de levar a embalagem retornável;
  • Diga não aos canudinhos;
  • Limite o uso de alimentos que vêm em embalagens plásticas;
  • Prefira a produção “faça você mesmo”;
  • Faça a compostagem dos alimentos.

Gostou do texto? Compartilhe com seus amigos e nas suas redes sociais, vamos fazer parte desse movimento e construir um mundo zero de lixo.