O lixo domiciliar e a responsabilidade compartilhada

16 de novembro de 2013, por em Lixo
O lixo domiciliar e a responsabilidade compartilhada

Que produzimos muito lixo em nossas casas, já sabemos. O lixo domiciliar está relacionado com a forma de consumo em nossos tempos, onde as embalagens e produtos industrializados ganham cada vez mais espaço nos ambientes planejados. Aliás, espaço é um dos obstáculos para a adoção de programas de coleta domiciliar nos condomínios, considerando o volume de resíduos gerados para o descarte. Algumas cidades já possuem a coleta específica para o lixo orgânico e inorgânico dos lares, mas, na maioria dos casos, tratar e organizar o lixo domiciliar ainda é um grande desafio.

Em Belo Horizonte, por exemplo, a coleta do lixo reciclável nos bairros atendidos pela prefeitura neste serviço acontece uma vez por semana, ou seja, é preciso armazenar os materiais por sete dias até que sejam recolhidos. Aí aparecem as dúvidas, o que realmente é reciclável? Vale a pena o meu esforço em separar o lixo domiciliar e acondicioná-lo adequadamente? A resposta é sim, vale! Dedicar tempo e espaço para armazenagem e destinação adequada do lixo domiciliar é uma atitude valiosa para todo cidadão. A coleta da prefeitura é importante, mas o encaminhamento dos materiais para a reciclagem pode ser feito com outra perspectiva, a da cadeia produtiva da reciclagem, onde, por exemplo, o cidadão leva seu lixo reciclável até os pontos de coleta voluntária ou faz uma parceria com uma cooperativa de catadores.

É importante buscar informações sobre como a cadeia produtiva da reciclagem funciona em sua cidade e se conectar. Em cada região, existem redes de organizações gestoras da cadeia produtiva da reciclagem. Elas são formadas pelas cooperativas de catadores, indústrias recicladoras e iniciativas públicas e privadas que visam à educação do cidadão e o encaminhamento dos resíduos para uma destinação adequada. Dessa forma, cada cidadão promove a responsabilidade compartilhada, esclarecendo as suas dúvidas e ajudando na educação ambiental das famílias e dos condomínios.

Vamos investir em uma nova relação com o lixo, o planeta agradece!

Quer saber mais sobre coleta seletiva do lixo domiciliar, cadastre-se em nossa newsletter para receber mais informações.