Óleo de cozinha é poluente, mas pode ser reciclado

7 de dezembro de 2015, por em Lixo, Sustentabilidade
Óleo de cozinha é poluente, mas pode ser reciclado

Ainda é comum as pessoas despejarem o óleo de cozinha usado na pia, por não saberem como descartá-lo, mas, principalmente, por desconhecerem os danos que tal atitude pode causar ao meio ambiente, por extensão, à população em geral. O risco de o óleo comprometer o sistema de tubulações da rede de esgoto é grande. Composto por substâncias insolúveis em água (lipídeos) e no contato com outros resíduos, o óleo vai formando uma massa consistente, que dá origem a placas de gordura, responsáveis pelo entupimento. Pode também contaminar o lençol freático, e se for despejado nos rios, causar a morte de seres vivos essenciais aos rios. As propriedades químicas do óleo dificultam a troca de gases e a oxigenação e demandam muito oxigênio até se decomporem, explicam os especialistas da área ambiental. Descartar o óleo de cozinha usado de forma adequada é, em última instância, uma questão de segurança ambiental. O óleo deve ser armazenado em garrafa PET e encaminhado aos postos de entrega voluntária, criados para esse fim. Óleo como matéria-prima – A legislação que exige a destinação adequada, somada a uma tendência de conscientização ambiental cada vez maior por parte dos cidadãos e das empresas, faz crescer a oferta de óleo e propicia o surgimento de iniciativas e novos negócios, que têm o óleo usado como principal matéria-prima. Ele é o tipo de resíduo que oferece boas possibilidades de reaproveitamento na fabricação de produtos de limpeza, tinta e até combustível. Em Crixás, região Norte de Goiás, uma experiência com a destinação ambientalmente adequada do óleo de cozinha usado uniu uma empresa, a mineradora Serra Grande, e a comunidade local, em um projeto inovador: criar uma fábrica de sabão para dar fim ao óleo que precisava ser descartado do restaurante da empresa. A fábrica é tocada por um pequeno grupo de mulheres, que conseguiu sensibilizar os demais moradores da cidade a também doarem o óleo usado para o reaproveitamento. Com o apoio da empresa, o projeto do sabão cresceu, a técnica de fabricação foi aprimorada e outros produtos de limpeza foram desenvolvidos com a mesma matéria-prima. Imagem 2_Óleo de cozinha é resíduo perigoso, mas é reciclável  

Óleo de cozinha usado é a principal matéria-prima na fabricação de sabão e de outros produtos de limpeza, por mulheres da comunidade de Crixás, em Goiás