Projeto de gestão do lixo domiciliar é premiado

15 de dezembro de 2016, por em Lixo, Sustentabilidade
Projeto de gestão do lixo domiciliar é premiado

Em Goiânia, uma experiência piloto na gestão do lixo domiciliar está em curso e acaba de ganhar o 15º Prêmio Crea Goiás de Meio Ambiente, na modalidade Sociedade Sustentável. Trata-se do projeto Residência Resíduo Zero, implantado em cem residências, cujas famílias receberam orientação sobre como se comportar em relação ao lixo que produzem. Elas foram monitoradas durante um ano e em três meses já foi possível constatar uma redução de 38% na quantidade de material enviado a aterro, sendo este um dos objetivos da iniciativa.

O projeto foi idealizado pelo engenheiro civil Diógenes Aires de Melo, especialista em Gerenciamento de Resíduos Sólidos e gerente de Gestão Ambiental da Seplanh (Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação), com a coautoria da arquiteta Mariângela Vinciguerra, da engenheira ambiental Camila Batista e do químico Antônio Bolognani, e é aplicado pela Sociedade Resíduo Zero, ligada à ONG Aliança Resíduo Zero Brasil, que atua no sentido de promover o reuso de materiais, a coleta seletiva de recicláveis e a compostagem, de modo a destinar aos aterros somente os rejeitos. A expectativa é que o projeto piloto seja aplicado em grande escala, após consolidada a experiência de Goiânia.

Inspirado no sistema adotado na coleta seletiva da cidade de São Francisco (EUA) e na experiência bem sucedida do projeto Composta São Paulo, o Residência Resíduo Zero conta com o apoio da sociedade civil e do poder público em Goiás. A ideia é que as cem famílias sejam multiplicadoras das informações e ensinamentos que receberam sobre a gestão do lixo domiciliar.

Premiações – Além do Prêmio Crea Goiás de Meio Ambiente, o projeto é um dos 48 selecionados, entre 800 mundialmente inscritos pelo Departamento de Estado dos EUA, por meio do Alumni Engagement Inovation Fund 2015, na categoria Meio Ambiente e Mudanças Climáticas, e recebeu apoio da ONG Total Educação e Cultura e financiamento com recursos no valor de U$ 22.480 dólares. Para saber mais a respeito, acesse www.residenciaresiduozero.com.br

FOTO LEGENDA
Rogério Almeida, do Crea-GO, entrega prêmio a Diógenes Aires de Melo. À esquerda Antônio Bolognani e Camila Batias e, à direita, Mariângela Vinciguerra, coautores